">
contato@cienciascontabeis.com.br
contabilidade

A nova Contabilidade: “Contabilidade Criativa ou Contabilidade do Crime Organizado”.

Segundo a Wikipedia, se é que podemos confiar, Contabilidade é uma ciência social que tem, como objeto de estudo, o patrimônio das entidades (ou a azienda, que é o patrimônio mais a pessoa que o administra), seus fenômenos e variações, tanto no aspecto quantitativo quanto no qualitativo, registrando os fatos e atos de natureza econômico-financeira que o afetam e estudando suas consequências na dinâmica financeira. De acordo com a doutrina oficial brasileira (organizada pelo Conselho Federal de Contabilidade), a contabilidade é uma ciência social, da mesma forma que a economia e a administração.

Segundo o Professor Marion (2005, p. 26), O objetivo da contabilidade pode ser resumido no fornecimento de informações econômicas para vários usuários como: Investidores, Fornecedores, Bancos, Governo, Sindicatos, Funcionários.

Já o Dr. Antônio Lopes de Sá, descreve que o amadurecimento intelectual do conhecimento contábil levou-o a uma consideração mais profunda, essencial, racional, e, então, surgiu a «ciência da Contabilidade», amadurecida na obra de J.P. Coffy, em 1836 , muito valorizada, a seguir, pela de Francesco Villa, em 1840. Assim, por exemplo, a escrituração, limita-se a informar que se gastou $ 1.000 em despesas financeiras, mas, só a ciência tem condições de determinar se tal gasto foi ou não eficaz e ainda até que limite pode ser feito, sem o prejuízo da vitalidade da empresa.

Mas infelizmente não é bem assim que a Mídia vem tratando a contabilidade, ou melhor, a Ciências Contábeis!

Irei aqui relatar alguns exemplos em que a Mídia vem desvirtuando a Ciências Contábeis e desrespeitando toda a nossa classe, seja ela, Profissional Liberal; Celetista ou Empresário Contábil.

  • Fantástico, Edição do dia 10/08/2014, utilizando o termo Contabilidade das Milícias do Rio de Janeiro:

 

“Nós apreendemos contabilidade, que causa perplexidade, por dois motivos. Primeiro, pela organização. Está tudo planilhado, bem como outros documentos, por exemplo, as cartas que mostram que existe uma vinculação entre as pessoas que estão presas e quem está aqui fora”, diz o delegado Rivaldo.

Fonte: http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/08/ex-miliciano-revela-funcionamento-de-milicia-do-rio-de-janeiro.html

 

  • Revista ÉPOCA, 8 SETEMBRO 2014 | Nº. 849, página 37:

 

Reportagem referente a denuncia do delator, ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, onde a Revista trata os documentos que foram eliminados de seu escritório e futuramente aprendidos pela PF, como sendo:

“Suas agendas e contabilidade foram aprendidas”

Fonte: http://contentviewer.adobe.com/s/Revista%20%C3%89poca/3297fac0e14742989cfd8ad8393d9e96/Revista_%C3%89poca_849/AN_002_EP849_39218_FIAT_330.html

 

  • Revista ÉPOCA, 15 SETEMBRO | Nº. 850, página 39:

 

“Ao deixar a Petrobras, Paulo Roberto se tornou consultor. Planilhas apreendidas com sua filha Arianna Costa detalhavam a contabilidade da Costa Global, sua empresa de consultoria.“

Fonte: http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2014/09/por-que-bpaulo-roberto-costab-decidiu-abrir-o-jogo.html

 

  • Revista Época, Ed. Nº. 859 | 17 NOVEMBRO 2014:

 

Somente nesta edição, foram no mínimo 03 (três) citações, onde gostaria de compartilhar com os senhores (clique nas imagens para melhor visualização):

1 - Contabilidade Criativa ou do Crime Organizado

2 - Contabilidade Criativa ou do Crime Organizado

E por fim:

3 - Contabilidade Criativa ou do Crime Organizado

“Como é notório especialista em relações pessoais, agravos de instrumentos e exceções de suspeição, mas não em contabilidade criativa, Kakay consultou Sacha Calmon, colega tributarista. “Com dívidas na praça, isso pode respingar em você”, disse Calmon. “E você é famoso, será uma encheção.” Kakay não gosta de encheção. “Consolidei todas as dívidas e entrei no Refis”, diz, com candura.”

Fonte: https://www1.fazenda.gov.br/resenhaeletronica/MostraMateria.asp?page=&cod=1003240

 

E para encerrarmos com chave de ouro:

4 - Contabilidade Criativa ou do Crime Organizado

Fonte: http://noticias.terra.com.br/brasil/politica/dirceu-era-bob-na-contabilidade-da-propina-diz-doleiro,61dbe0b50be7b410VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html

 

Entrei em contato com o CRC/Pr; Sindicatos Regionais e até mesmo diretamente com a Revista Época, conforme e-mail abaixo (acesse o link abaixo), mas não obtive um simples retorno!

e-mail Editora Globo_Contabilidade Criativa ou do Crime Organizado

Como dizia a minha avó, “Uma andorinha só não faz verão”, mas se unirmos para defender nossa Categoria, se formos uma Classe mais unida, com certeza todos sairão ganhando!

Assim como ocorreu há um tempo com as manifestações dos médicos referente ao termo utilizado pela Mídia “corria risco de vida”, quero também como nosso colega Ismail Pereira Barbosa, ver a Mídia dizer simplesmente “controle do tráfico”; “anotações do tráfico”; “roubo criativo”; “jeitinho criativo” e jamais afirmar que isso é Contabilidade.

É... foi um bom artigo, não? ;)
Assine e receba GRATUITAMENTE as melhores dicas relacionadas à contabilidade!
Sobre o Autor
Fernando Alves Martins. Contador, com Especialização em Gestão Financeira, Contábil e Auditoria; Especialização em Direito Previdenciário. Email: ffernandoam@brturbo.com.br