">
contato@cienciascontabeis.com.br
contabilidade

Como a contabilidade de custos pode auxiliar uma clínica prestadora de serviços na área médica

Publicado em 08/12/2013

Artigo por,

Roni Simão, Ana Rita dos Santos Franco e Noemi Wenglarek Zaioncz.

O presente tem como finalidade analisar os custos para a realização de exames complementares em uma clinica prestadora de serviços na área Médica, visando analisar os custos incorridos na prestação de serviço, e concomitantemente descrever as características ocorrida em cada tipo de exame realizado.AContabilidade de Custos é uma ferramenta usada pelas pequenas, médias e grandes empresas para atingir uma gestão de custos eficiente, acompanhando as mudanças de mercado (fornecedores e consumidores), que se encontram muito atentos nas negociações.

 

PALAVRA CHAVE: Custos, Exames, Clínica.

custosA gestão de custos em qualquer tipo de organização torna-se útil e proporciona aoadministrador uma visão mais segura e ampliada da realidade financeira, já que mostra por outro ângulo como devem ser gastos os recursos disponíveis, permitindo identificar os exageros e destinar os recursos na quantidade certapara serem aplicados nas atividades mais necessárias. A gestão de custos visanão somente gastar menos, mas principalmente gastar melhor.

Entretanto, os estudos realizados para a elaboração deste artigo mostram que custo na área medica, ainda é um tema pouco abordado.

O tema se justifica tendo em vista as grandes concorrências neste segmento e a busca por um preço justo. Visando oferecer aos empresários uma estratégia mais eficaz para identificação de seus custos nestes exames, e auxiliá-los na redução dos mesmos para que assim possam obter um aumento na demanda e maximizar seus lucros.

Para melhor esclarecimento, o artigo será dividido em sete seções:

A primeira trata da importância da contabilidade de custos na tomada de decisões, a segunda sobre as empresas prestadoras de serviços, a terceira faz uma breve apresentação da empresa e sua rotina operacional, a quarta apresenta os dados coletados e os custos por exame, na quinta seção está o rateio dos custos indiretos, na sexta constam as tabelas dos custos diretos, materiais diretos e mão de obra, na sétima demonstramos o custo total de cada exame no período.

1 – O AUXILIO DA CONTABILIDADE DE CUSTOS NA TOMADA DE DECISOES

 

A contabilidade vem sendo utilizada há muito tempo para registrar os fatos e apresentar informações para a tomada de decisão. Desde a revolução industrial e durante todo o século XX ela ganhou força e desenvolveu ramificações, como a contabilidade gerencial e a contabilidade de custos.

Com o passar do tempo, devido ao crescimento das indústrias e como consequente aumento da distância entre administrador, ativos e pessoasadministradas, a contabilidade de custos passou a ser encarada como umaeficiente forma de auxílio no desempenho de uma nova missão: a gerencial.

No seu novo campo, a contabilidade de custos tem duas funções relevantes: oauxílio ao controle e a ajuda às tomadas de decisões. Recentemente ela vemsendo utilizada em outras áreas, além da industrial, como o comércio, em instituições financeiras, na área de prestação de serviços, em entidades sem fins lucrativos e na área governamental (Martins, 2003)¹.

(Iudícibus, Martins e Carvalho 2005)² atribuem à contabilidade a missão de fornecer ao Administrador uma ferramenta capaz de ajudar na tomada de decisão. Tais eventos suscitam impactos no patrimônio, no âmbito público e privado, precificando-o e comunicando seus efeitos, a fim de que medidas sejam tomadas para a dilatação do tempo de vida organizacional. Pode-se afirmar, então, que a contabilidade tornou-se um instrumento de controle gerencial.

 

2 – EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS

                                      

A empresa prestadora de serviços produz conhecimento, especialização e suporte, com ou sem fins lucrativos; possuem uma grande importância na economia devido a grande geração de empregos que nos propicia.

Apesar do grande avanço tecnológico, as atividades industriais sofreram uma grande transformação, ocasionando desemprego. E devido ao grande número de desempregados, a atividade de prestação de serviços começou a crescer de forma acelerada.

Ocorreu um maior aproveitamento de custos em outros campos que não o industrial. No caso de entidades não tipicamente daquela natureza, tais como instituições financeiras, empresas comerciais, firmas de prestação de serviços etc., onde seu uso para efeito de balanço era quase irrelevante (pela ausência de estoques), passou-se a explorar seu potencial para o controle e até para as tomadas de decisões. Mesmo nas empresas prestadoras de serviços que eventualmente faziam uso de Custos para avaliação dos “Estoques de Serviços em Andamento”, ou seja, para a avaliação dos custos incorridos em projetos ainda não acabados, seu campo alargou-se de maneira formidável. (Martins, 2010. p 22-23)²

Das prestações de serviços que mais cresceram, podemos destacar as seguintes: telecomunicação, informática, instituições financeiras, construtoras, auditorias, serviços hospitalares, educacionais e recreativos, como as de maior importância em relação aos custos.

Estes tiposde serviços dividem-se em tangíveis e intangíveis, e a produção pode ocorrer através de processo (contínuo) ou por ordem (encomenda).

O processo contínuo de serviços tangíveis ocorre empresas comerciais como, por exemplo, venda de mercadorias. Já os serviços intangíveis e contínuos sãoexclusivamente serviços, como por exemplo, a clínica em estudo.

Com esse avanço desenfreado destas empresas prestadoras de serviços, a contabilidade hoje dispõe de ferramentas que antes eram oferecidas somente as empresas mercantis, uma delas que podemos destacar, é a Contabilidade de Custos, que atende todas as formas de serviços.

O controle de custos das empresas de prestação de serviços pode ser abordado atravésde critérios de cálculos e da sua apuração por área de atuação ou serviço oferecido, com destaque para a distribuição dos custos indiretos ou comuns.

Com o crescimento dasempresas de serviços estes passaram a ter grande importância na economia brasileira; portanto, faz-se necessária a adaptação dos métodos de custeio para que atendam àscaracterísticas das empresas prestadoras de serviços. Assim como nas empresas industriais, nas quais o método de custeio distingue oscustos por natureza e por centros de responsabilidade, no setor de prestação de serviços essemétodo de custeio estabelece a diferenciação entre os serviços realizados por processocontínuo daqueles realizados por ordem ou pedido. (IOB, 2006)³

Além de importante, o controle de custos nas empresas prestadoras de serviços, é bem parecido como que ocorre em empresas industriais e é composto basicamente por diferençar os custos de cada tipo de atividade, fazer comparativos com outros setores, facilitar a fixaçãodo preço final dos serviços (preço de venda), controlar e reduzir custos.

Tendo um método de custeio implantado em uma empresa de prestação de serviços, tem-se uma gestão mais eficaz, pois através do controle dos gastos e da comparaçãodestes com a receita auferida na prestação dos serviços será possível determinar as metas desempenho e crescimento que a empresa deseja.

 

 

3 – APRESENTAÇÃO DA EMPRESA E SUA ROTINA OPERACIONAL

 

Trata-se uma Clínica prestadora de serviços na área de exames diagnósticos.

A mesma conta com um quadro de funcionários no total de cinco colaboradores, sendo uma Técnica de Enfermagem, uma Técnica em Radiologia, uma Recepcionista, uma Faxineira e uma Administradora.

O espaço físico conta com uma sala onde são realizados os exames de Mamografia medindo 20m², uma recepção medindo 6m², uma sala do setor Administrativo medindo 6m², uma sala onde são realizados os exames de Eletrocardiograma medindo 15m², uma sala onde são realizados os exames de RaioX medindo 25m², um espaço de 5m² onde esta situado a área de serviço, um banheiro medindo 5m², e duas pequenas salas medindo 6,25 m² cada, onde são revelados os filmes de Mamografia e Raio X.

De forma geral, a prestação do serviço inicia-se quando o cliente telefona para a clínica ou dirige-se a ela a fim de marcar um exame e é atendido pela recepcionista.

Em seguida, o cliente vai até o local para realizar o exame onde é novamente atendido pela recepção, após é encaminhado ao profissional responsável pela realização do exame solicitado.

 

4 – DADOS COLETADOS E CÁLCULO DO CUSTO POR EXAMES

 

Para o cálculo do custo dos serviços prestados pela clínica, fez-se necessário a coleta de alguns dados, segue abaixo a relação dos mesmos:

 

ü  A rotina operacional;

ü  Metragem do espaço físico (conforme planta em anexo);

ü  Os materiais utilizados;

ü  Consumo de energia elétrica;

ü  Profissionais envolvidos em cada atividade;

ü  Serviços terceirizados;

ü  Equipamentos utilizados nos serviços;

ü  A quantidade dos serviços prestados no período analisado.

 

Para o cálculo do custo dos exames dividiu-se a empresa em departamentos, para que em seguida possa separar os custos diretos e indiretos, e atribuí-los (rateá-los) ao custo total de cada tipo de exame.

 

5 – CUSTOS INDIRETOS

 

De acordo com a análise da empresa pesquisada, compreende-se como custos indiretos:

 

ü  Manutenção;

ü  Depreciação;

ü  Energia Elétrica;

ü  Água;

ü  Administração, Atendimento eLimpeza.

 

Segundo MARTINS(2003), os custos indiretos são aqueles atribuídos aos serviços mediante rateio, devendo ser realizado através de critérios mais adequados para cada tipo de empresa, onde é fundamental o conhecimento do processo produtivo da empresa.

 

  • MANUTENÇÃO

 

O quadro a seguir demonstra o valor do custo de manutenção gasto, e quanto eles representam no custo de cada tipo de exame.

A manutenção é feita de forma periódica, ou seja, uma vez por ano e são especificas em cada departamento, desde modo só serão rateados a manutenção referente aos departamentos de administração, limpeza e atendimento a cada departamento de exames.

 

Manutenção (período de 3 meses)

EXAMES

VALOR ANUAL

VALOR MENSAL

VALOR PERIODO

Eletrocardiograma

R$       1.200,00

R$       100,00

R$300,00

Mamografia

R$           600,00

R$         50,00

R$150,00

Raio X de Tórax (PA)

R$       1.300,00

R$       108,33

R$324,99

Atendimento

R$           200,00

R$         16,66

R$49,98

Limpeza

R$           300,00

R$         25,00

R$75,00

Administração

R$       1.500,00

R$       125,00

R$375,00

 

 

Cada departamento recebe manutenção especifica, com valor fixado anualmente, dividimos então estes valores por doze que é o numero de meses e depois multiplicamos por três o qual foi o período pesquisado na clínica.

Abaixo segue o rateio da manutenção dos departamentos que servem para todos os exames, conforme o numero de exames realizados no período.

RATEIO MANUTENÇÃO POR EXAMES

DEPARTAMENTOS

LIMPEZA (PERIODO)

ATENDIMENTO (PERIODO)

ADMINSTRAÇÃO (PERIODO)

MANUTENÇÃO ESPECIFICA

TOTAL MANUTENÇÃO

ELETROCARDIOGRAMA

R$     29,70

R$            19,79

R$             148,49

R$         300,00

R$       497,98

MAMOGRAFIA

R$     13,75

R$              9,16

R$               68,73

R$         150,00

R$         241,64

RAIO X

R$     31,55

R$            21,03

R$             157,78

R$         324,99

R$         535,35

TOTAL

R$     75,00

R$            49,98

R$             375,00

R$         774,99

R$      1.274,97

 

Analisando os dados da tabela acima, nota-se que o rateio de outros departamentos foram alocados conforme a quantidade de exames realizados no período e em seguida somado o valor da manutenção especifica de cada departamento. Totalizando em R$ 497,98 para o exame de eletrocardiograma, R$ 241,64 para o exame de mamografia e R$ 535,35 para o exame de Raio X. o valor total de manutenção no período foi de R$ 1.274,97.

 

  • DEPRECIAÇÃO

 

A depreciação consiste em uma despesa na qual não envolve dinheiro propriamente dito, mais envolve valores, os quais reduzem o ativo imobilizado da empresa. Neste caso, temos a depreciação do prédio onde esta instalada a referida clinica e a depreciação das máquinas/ equipamentos utilizados no desenvolvimento dos exames.

A depreciação do imóvel é um custo indireto e deve ser rateado conforme o espaço físico utilizado por cada departamento.

Os custos de depreciação de equipamentos são de forma direta e são alocados diretamente a cada tipo de exame.

 

 

Valores base para depreciação

Imóvel/Equipamentos Valor em R$

% depreciação ao ano

Valor da depreciação (período)
Imóvel 200.000,00

10

 R$     5.000,00
Eletrocardiograma  10.000,00

5

 R$         125,00
Mamografia  15.000,00

5

 R$         187,50
Raio X 12.000,00

5

 R$         150,00

 

A tabela a seguir demonstra o rateio da depreciaçãodo imóvel por departamento, conforme o espaço físico que cada um utiliza, e em seguida o rateio em percentual de realização dos exames no período analisado, bem como agrupado o valor da depreciação de equipamentos de cada setor, para analisar o custo total de depreciação no período analisado.

 

DEPRECIAÇÃO POR DEPARTAMENTO

DEPARTAMENTOS

% DE OCUPAÇÃO

VALOR BASE DE DEPRECIAÇÃO NO PERIODO

VALOR POR DEPARTAMENTO

ELETROCARDIOGRAMA

15

R$                750,00

MAMOGRAFIA

26,25

R$             1.312,50

RAIO X

31,25

R$             1.562,50

ADMINISTRAÇÃO

9

R$                450,00

LIMPEZA

12,5

R$                625,00

ATENDIMENTO

6

R$                300,00

TOTAL

100

5000

R$             5.000,00

Rateio da depreciação dos departamentos que servem para todos os exames, de acordo com o percentual de exames realizados no período.

RATEIO DA DEPRECIAÇÃO PARA CADA EXAME

DEPARTAMENTOS

QUANTIDADE DE EXAMES REALIZADOS

LIMPEZA

ADMINISTRAÇÃO

ATENDIMENTO

TOTAL POR EXAME

VALOR UNITARIO

ELETROCARDIOGRAMA

687

R$247,48

R$              178,18

R$         118,79

R$     44,45

R$ 0,79

MAMOGRAFIA

318

R$114,55

R$                 82,48

R$           54,98

R$     52,01

R$ 0,79

RAIO X

730

R$262,97

R$              189,34

R$         126,23

R$ 578,54

R$ 0,79

TOTAL

1735

R$625,00

R$              450,00

R$         300,00

R$ 1.375,00

 

 

Levando em conta o valor da depreciação acumulada de equipamentos, acrescentamos então o valor da depreciação de imóvel, e então teremos o calculo da depreciação total e o valor unitário por tipo de exame realizado.

 

DEPRECIAÇÃO TOTAL POR EXAME
DEPARTAMENTOS EQUIPAMENTOS IMOVEL TOTAL QUANT EXAMES REALIZADOS VALOR UNITARIO
ELETROCARDIOGRAMA  R$              750,00  R$544,45  R$1.294,45 687  R$       1,88
MAMOGRAFIA  R$           1.312,50  R$252,01  R$1.564,51 318  R$       4,92
RAIO X  R$           1.562,50  R$578,54  R$2.141,04 730  R$       2,93

 

A tabela acima se refere ao total de depreciação de equipamentos de cada departamento e o total do rateio da depreciação de imóvel, as quais dividas pela quantidade de exames realizados no período resultou no custo unitário de depreciação por departamento de exames.

 

  • ENERGIA ELETRICA

 

Para rateio da energia elétrica, utilizamos o valor gasto em unidades monetárias, divididos pela quantidade de exames realizados no período.

Rateio energia elétrica

Departamentos

MAIO

JUNHO

JULHO

Quantidade de exames realizados no período

MAIO

JUNHO

JULHO

Total Energia Elétrica por Exame

Eletrocardiograma

215

223

249

687

R$ 207,92

R$ 227,33

R$ 199,22

R$ 634,08

Mamografia

103

97

118

318

R$ 101,29

R$ 97,42

R$ 91,95

R$ 285,33

Raio X

238

213

279

730

R$ 223,91

R$ 216,50

R$ 219,66

R$ 665,79

TOTAL

556

533

646

1735

R$ 533,12

R$ 541,25

R$ 510,83

R$ 1.585,20

 

 

Desta forma para o exame de eletrocardiograma, o custo de energia no período de três meses foi de R$ 634,08, para o exame de mamografia o valor de R$ 285,33 e utilizando do mesmo método de rateio apropriamos o valor de R$ 665,79 para o exame de Raio X de tórax (PA).

 

  • AGUA

 

Para o rateio deste custo indireto aos exames, utilizamos o mesmo método da energia elétrica, ou seja, rateamos estes custos de acordo com o valor gasto em unidades monetárias ao numero de exames realizados no período pesquisado.

Rateio da água no período
Departamentos MAIO JUNHO JULHO Quantidade de exames realizados no período MAIO JUNHO JULHO Total Água por Exame
Eletrocardiograma 215 223 249 687  R$    61,12  R$     59,65  R$     63,29  R$   84,06
Mamografia 103 97 118 318  R$    27,50  R$     26,84  R$     28,48  R$   82,82
Raio X 238 213 279 730  R$    64,18  R$     62,63  R$     66,45  R$  93,26
TOTAL 556 533 646 1735  R$152,80  R$149,12  R$158,22  R$ 460,14

 

 

Ao dividirmos o valor total da agua utilizada pela quantidade de exames realizado, obtemos então o custo unitário demonstrado na tabela a seguir:

 

 

CUSTO UNITARIO POR EXAME

Departamentos Quantidade de exames realizados Total Água por Exame Valor unitário
Eletrocardiograma 687 R$ 184,06  R$             0,27
Mamografia 318 R$ 82,82  R$             0,26
Raio X 730 R$ 193,26  R$             0,26

 

  • ADMINISTRAÇÃO, ATENDIMENTO E LIMPEZA.

 

A tabela a seguir demonstra o total dos salários e encargos com funcionários que prestam serviços indiretos a todos os tipos de exames.

 

Salários e encargos dos funcionários que servem para todos os exames

Departamentos

Salários

Encargos (16%)

Férias

13º. Salário

Total

Atendimento

R$ 3.000,00

R$ 573,20

R$ 332,50

R$ 250,00

R$ 4.155,70

Limpeza

R$ 2.400,00

R$ 458,56

R$ 266,00

R$ 200,00

R$ 3.324,56

Administração

R$ 3.900,00

R$ 745,12

R$ 432,00

R$ 325,00

R$ 5.402,12

TOTAL

R$ 9.300,00

R$ 1.776,88

R$ 1.030,50

R$ 775,00

R$ 12.882,38

 

 

Na parte de atendimento (recepção e telefonista), temos uma funcionaria, seu salario base é de R$ 1.000,00 mensais e na tabela a seguir, multiplicado por três meses o qual foi o período pesquisado na clinica, também esta demonstrado o calculo dos encargos, férias e 13º. Salario para este período, totalizando R$ 4.155,70.

No departamento de limpeza, temos uma funcionaria a qual presta serviços para os três tipos de exames, seu salario base é de R$ 800,00, sendo considerado os encargos, férias e 13º. Salario no período de três meses.

E por fim no departamento de administração temos uma funcionaria, com salario base de R$ 1.300,00 mensais, consideramos seus encargos, férias e 13º.salário, seu custo indireto foi de R$ 5.402,12 durante o período pesquisado.

O custo indireto de mão de obra é de R$ 12.882,38, o qual será rateado de acordo com a proporção da quantidade dos exames realizados pela clínica no período de três meses.

A tabela abaixo demonstra o total de custos indiretos no período por exame realizado.

TABELA TOTAL DOS CUSTOS INDIRETOS E CUSTO UNITARIO

MANUTENÇÃO

DEPRECIAÇÃO

ENERGIA ELETRICA

AGUA

ADM/ATEND E LIMPEZA

TOTAL

QUANT EXAMES REALIZADOS

VALOR UNITARIO

ELETROCARDIOGRAMA

R$ 497,98

 R$             497,98

R$ 634,08

R$ 184,06

R$ 4.155,70

R$ 5.969,80

687

 R$    8,69
MAMOGRAFIA

R$ 241,64

 R$             241,64

R$ 285,33

R$ 82,82

R$ 3.324,56

R$ 4.175,99

318

 R$  13,13
RAIO X DE TÓRAX

R$ 535,35

 R$             535,35

R$ 665,79

R$ 193,26

R$ 5.402,12

R$ 7.331,87

730

 R$  10,04
TOTAL

R$ 1.274,97

 R$      1.274,97

R$ 1.585,20

R$ 460,14

R$12.882,38

R$17.477,66

1735

 

A tabela acima se refere ao total do custo indireto no período, e em seguida a divisão destes custos pela quantidade de exames realizados, onde encontramos o custo unitário indireto por exame.

 

6 – CUSTOS DIRETO

 

Os custos diretos são aqueles apropriados diretamente aos produtos/serviços e variam conforme a quantidade.

Desta forma, para a empresa analisada, os custos relacionados à prestação de serviços que se relacionam diretamente com a produção são os seguintes:

ü  Material direto e

ü  Mão de obra médica (técnica).

Os materiais específicos são tratados contabilmente como material técnico e classificados como despesa operacional, mas nesta pesquisa, o material direto será reconhecido como custo direto da produção, pois são consumidos de acordo com a realização de cada exame.

 

  • CUSTO DE MATERIAL DIRETO

 

As tabelas a seguir mostra o custo de material direto referente a cada tipo de exame, acompanhando uma breve descrição do que se trata cada tipo de exame.

 

ü  Exame de Eletrocardiograma

 

Para realização deste exame o técnico responsável deve inicialmente explicar ao paciente cada etapa do processo.

Com o paciente em decúbito dorsal, palmas viradas para cima, o técnico iniciará o exame, são colados eletrodos em pontos específicos no corpo do paciente e a outra parte é conectada eletrocardiógrafo e então se registra o exame, e é emitido o laudo.

O material utilizado para a realização deste exame são os eletrodos, adquiridos em caixa com 100 eletrodos ao valor de R$ 61,99 e utiliza-se 10 eletrodos por exame.

MATERIAL DIRETO ELETROCARDIOGRAMA

Quantidade Adquirida Valor Quantidade usada por exame Valor por exame Quantidade de exames realizados Total do periodo
100 61,99 10 6,19 MAIO 215  R$1.333,00
JUNHO 223  R$1.382,60
JULHO 249  R$1.543,80
TOTAL 687  R$4.259,40

 

 

Desta forma nota-se que o custo unitário de material diretousado em cada eletrocardiograma Simples é de R$ 6,20 e o custo total no período de material direto foi de R$ 4.259,40.

 

ü  Exame de Raio X de Tórax (PA)

 

O exame de Raio-X  é um método não invasivo de diagnóstico que envolve a exposição de parte do corpo a uma pequena dose de radiação ionizante para produzir imagens do interior do corpo humano.

Fornece imagens do coração, pulmão, vias aéreas, vasos e ossos da coluna vertebral e do tórax.

Para realização deste, é utilizado um filme de 35 cm x 43 cm. Os filmes são comprados em caixas com 100 unidades cada uma ao valor de R$ 187,37.

Também utiliza-se uma porção de 40ml de revelador  e uma porção de 40ml de fixador, os quais são comprados em galões de 38 litros sendo seus valores R$ 155,00 e R$ 110,00 respectivamente.

A tabela a seguir demonstra o custo unitário e o custo total no período pesquisado.

MATERIAL DIRETORAIO X DE TÓRAX (PA)

QUANT ADQUIRIDA VALOR QUANT UTILIZADA POR EXAME VALOR UNITARIO TOTAL CUSTO POR EXAME QUANTIDADE EXAMES REALIZADOS TOTAL PERIODO
FILME 100 UNID  R$187,37 1 UNIDADE  R$  1,87  R$          2,15 MAIO 238  R$   511,70
REVELADOR 38LITROS  R$155,00 40 ML  R$  0,16 JUNHO 213  R$   457,95
FIXADOR 38LITROS  R$110,00 40 ML  R$  0,12 JULHO 279  R$   599,85
TOTAL 730  R$1.569,50

 

 

Com base nos dados apresentados, podemos analisar que o custo unitário de material direto por exame é de R$ 2,15, e o custo total no período foi de R$ 1.569,50.

 

ü  Exame de Mamografia

 

É um exame de diagnóstico por imagem, que tem como finalidade estudar o tecido mamário, podendo detectar um nódulo, mesmo que este ainda não seja palpável.

A realização deste exame é utilizado um equipamento que utiliza uma fonte de raio-x, conhecido como mamógrafo, para obtenção de imagens radiográficas do tecido mamário.

MATERIAL DIRETO MAMOGRAFIA
QUANT ADQUIRIDA VALOR QUANT UTILIZADA POR EXAME VALOR UNITARIO TOTAL CUSTO POR EXAME QUANTIDADE EXAMES REALIZADOS TOTAL PERIODO
FILME 100 UNID  R$110,00 4 UNID  R$      4,40  R$          5,52 MAIO 103  R$      568,56
REVELADOR 38 LITROS  R$155,00 40 ML  R$      0,64 JUNHO 97  R$      535,44
FIXADOR 38LITROS  R$110,00 40 ML  R$      0,48 JULHO 118  R$      651,36
TOTAL 318  R$1.755,36

São utilizados 4 filmes, 18 cm x 24 cm, que são adquiridos em caixas com 100 unidades pelo valor de R$ 110,00.

Neste exame é utilizado o revelador e o fixador nas mesmas medidas que são utilizadas pelo Raio X de Tórax, porém multiplicados por quatro filmes .

 

Observando a tabela, notamos que o custo de material direto unitário para este exame, é de R$ 5,52 e o custo total no período pesquisado é de R$ 1755,36.

 

  • CUSTO DE MÃO OBRA DIRETA

 

A tabela a seguir demonstra o calculo do salario e encargos dos técnicos que elaboram cada tipo especifico de exame, no período de três meses.

Salários e encargos dos técnicos

Departamentos

Salários

Encargos (16%)

Férias

13º. Salário

Total

Eletrocardiograma

 R$ 5.400,00

 R$      864,00

 R$    600,00

 R$    450,00

 R$    7.314,00
Mamografia

 R  6.300,00

 R$  1.008,00

 R$    700,00

 R$    525,00

 R$    8.533,00
Raio X

 R$ 6.300,00

 R$  1.008,00

 R$    700,00

 R$    525,00

 R$    8.533,00

 

 

Conforme tabela, o valor dos salários foram acrescidos dosencargos sociais, férias e décimo terceiro salário, totalizando em R$ 7314,00 para o exame de eletrocardiograma e para os exames de mamografia e raio x totalizou R$ 8.533,00 no período.

 

VALOR UNITARIO DE MÃO DE OBRA POR EXAME

Departamentos Quantidade de exames realizados Total Salário Valor unitário
Eletrocardiograma 687 R$ 7.314,00 R$ 10,65
Mamografia 318 R$ 8.533,00 R$ 26,83
Raio X 730 R$ 8.533,00 R$ 11,69

 

Dividindo o valor do salario dos funcionários pela quantidade de exames realizados no período, temos o custo de salário unitário, por exame.

 

TABELA CUSTO DIRETO TOTAL E CUSTO UNITARIO

MAO DE OBRA

MATERIAL DIRETO

TOTAL

QUANTIDADE EXAMES REALIZADOS

VALOR UNITARIO

ELETROCARDIOGRAMA

R$ 7.314,00

 R$4.259,40

R$ 11.573,40

687

 R$    16,85
MAMOGRAFIA

R$ 8.533,00

 R$1.755,36

R$ 10.288,36

318

 R$    32,35
RAIO X

R$ 8.533,00

 R$1.569,50  R$10.102,50

730

 R$    13,84
TOTAL

R$ 24.380,00

 R$7.584,26  R$31.964,26

1735

 

 

A tabela acima demonstra o total do custo direto por exame e o total no período pesquisado.

 

7 – CUSTO TOTAL NO PERIODO POR EXAME

 

Após as demonstrações dos custos indiretos e diretos, faz-se necessário o somatório dos mesmos, para cada tipo de exame no período analisado, para que alcancemos os objetivos desta pesquisa.

 

CUSTO TOTAL POR EXAME

EXAMES

TOTAL CUSTOS INDIRETOS

TOTAL CUSTOS DIRETOS

TOTAL DOS CUSTOS

TOTAL EXAMES REALIZADOS NO PERIODO

VALOR UNITARIO POR EXAME

ELETROCARDIOGRAMA

 R$5.969,80

 R$11.573,40

 R$17.543,20

687

 R$  25,54

MAMOGRAFIA

 R$4.175,99

 R$10.288,36

 R$14.464,35

318

 R$  45,49

RAIO X

 R$7.331,87

 R$10.102,50

 R$17.434,37

730

 R$  23,88

TOTAL

 R$17.477,66

 R$31.964,26

 R$49.441,92

1735

 R$94,91

 

 

 

Somando os custos indiretos e os custos diretos, temos o total de custos no período que totalizou em R$ 17.543,20 para o exame de Eletrocardiograma Simples, R$ 14.464,35 para o exame de Mamografia Bilateral e R$ 17.434,37 para o exame de Raio X de Tórax (PA).

Dividindo esses totais pela quantidade de exames realizados no período pesquisado, obtemos então o valor do custo por Eletrocardiograma Simples de R$ 25,54, para o exame de Mamografia Bilateral temos um custo de R$ 45,49 e para o exame de Raio X de Tórax (PA) o valor do custo unitário é de R$ 23,88.

E por fim, temos a média do custo unitário por exame que foi de R$ 31,63, referente ao período pesquisado.

 

 

REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

A CONTABILIDADE DE CUSTOS NAS EMPRESAS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Boletim IOB – Pasta Temática Contábil e Balanços, são Paulo, nº. 33 e 34, agosto 2006

 

(IUDÍCIBUS, Sérgio de; MARTINS, Eliseu; CARVALHO, L. Nelson. Contabilidade: aspectos relevantes da epopéia de sua evolução. Revista Contabilidade e Finanças. São Paulo, n. 38, p.7-19, mai/ago. 2005.) apud Ana Caroline Peixoto Oliveira/Iracema Raimunda Brito Neves Aragão

 

MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. 10ª. Ed. São Paulo: Atlas, 2010.

 

MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. 9ª. Ed. São Paulo: Atlas, 2003.

 

É... foi um bom artigo, não? ;)
Assine e receba GRATUITAMENTE as melhores dicas relacionadas à contabilidade!
Sobre o Autor
  • Alisson Pietrala

    Parabéns meninas!