">
contato@cienciascontabeis.com.br
contabilidade

Balanço Analítico e Sintético – Por Qual Devo Optar?

Publicado em 28/10/2016

Quais são as diferenças contábeis entre as demonstrações financeiras analíticas ou sintéticas?

 

O Balanço Patrimonial bem como outras peças contábeis (demonstrativos contábeis) possuem duas formas estruturais de apresentação, o modo analítico ou sintético.

Ambas as estruturas não alteram seus resultados globais, apenas sua forma de apresentação. Não necessariamente você precisará confeccionar os dois balanços e/ou demonstrativos, pois os próprios softwares contábeis já contemplam dessa possibilidade. Após escriturar e fechar a contabilidade, é você quem escolhe o modo (forma estrutural) o qual deseja imprimir.

 

Estruturas contábeis – analítica e sintética

 

A estrutura contábil analítica é aquela pela qual a “contabilidade demonstra detalhadamente suas contas e resultados de determinado período, não omitindo quaisquer informações em torno do que foi devidamente escriturado”.

Enquanto a forma analítica é totalmente transparente em sua apresentação, a estrutura contábil sintética vem a “esconder as contas patrimoniais e de resultados, apresentando apenas a somatória de cada grupo, somatória esta que não diverge para com a forma analítica, é claro”.

 

Exemplo de Balanço Analítico e Sintético

 

Apresentamos abaixo, ilustrativamente, uma parte do Balanço Patrimonial em sua forma analítica e sintética. Atente-se às diferenças:

 

 

Balanço Sintético 

1. ATIVO……………………………….. 9.500,00
1.1 CIRCULANTE……………………R$ 3.000,00
1.2 PERMANENTE………………….R$ 6.500,00

Balanço Analítico

1. ATIVO……………………………….. 9.500,00
1.1 CIRCULANTE…………………………… 3.000,00
1.1.1 DISPONÍVEL…………………………… 2.000,00
1.1.1.1 Caixa……………………………….. 500,00
1.1.1.2 Banco Alfa………..R$1.500,00
1.1.2 REALIZÁVEL…………………………… 1.000,00
1.1.2.1 Duplicatas a Receber………………R$ 1.000,00

1.2 REALIZÁVEL A LONGO PRAZO…..R$ 0,00

1.3 PERMANENTE……………………………6.500,00
1.3.1 INVESTIMENTOS………………………… 0,00
1.3.2 IMOBILIZADO………………………….. 6.500,00
1.3.2.1 Máquinas e Equipamentos………R$ 9.000,00
1.3.2.2 ( – ) Deprec. Acumulada……………R$ 2.500,00

 

download

 

As diferenças entre Balanço Analítico e Sintético

 

Mediante o exemplo acima, observamos que o Balanço em sua forma sintética “apresenta resumidamente os resultados financeiros”. Sua característica é enxugar as informações contábeis, mas de maneira alguma, modificar os resultados.

Já o Balanço em sua forma analítica evidencia todas e quaisquer contas e/ou operações, patrimoniais ou não, de modo a transparecer, com clareza, a situação empresarial detalhando-a integralmente.

 

Mas por qual devo optar, o Balanço Analítico ou o Sintético?

 

Para fins fiscais sugere-se apresentar (obrigações acessórias) o Balanço Analítico a fim de evitar eventuais problemas tais como omissão de informações.

Agora, para terceiros interessados nas peças contábeis, tais como bancos, fornecedores, clientes dentre outros, opte por apresentar o Balanço Sintético sempre que possível, pois o “analítico, muitas vezes, contem informações consideradas gerencialmente importantes”.

 

A importância do Balanço Analítico às empresas

 

O detalhamento do Balanço Analítico ou de outros demonstrativos na forma analítica “auxilia grandemente nas questões gerenciais, sendo imprescindíveis quanto à tomada de decisão”.

O método analítico permite a abertura de várias contas no plano de contas da empresa, tais como clientes e fornecedores, estoques ou imobilizados enquanto o método sintético visa unificar todas essas contas demonstrando apenas seus valores totais, ou seja, o montante de cada grupo.

 

Das considerações

 

Observamos por meio deste as duas formas estruturais de apresentação das demonstrações contábeis bem como suas particularidades. Antes de apresentar os demonstrativos a alguém, procure saber para quais finalidades se darão a referida apresentação e, lembre-se que, não é de nossa obrigação repassar informações, às vezes, confidenciais. Quando não julgar importante à destinação dos demonstrativos, sempre que possível, procure enviá-los na forma sintética!

 

É... foi um bom artigo, não? ;)
Assine e receba GRATUITAMENTE as melhores dicas relacionadas à contabilidade!
Sobre o Autor
• Juliano Lucio Santos da Silva • Contador • CRC n° SP-295043/O-2