">
contato@cienciascontabeis.com.br
contabilidade

Contabilidade Rural

Publicado em 17/10/2016

A importância do agronegócio para a economia

 

Do surgimento

 

O homem desde sua criação plantava e cultivava a terra para sobreviver, extraindo dela frutos de seu trabalho, a plantação e/ou criação de animais. Para garantir sua própria existência, produziam inúmeras culturas, diversas criações.

 

A necessidade de gerenciar contabilmente o agronegócio

 

Ao passar dos anos, o avanço da tecnologia implicou diretamente, também, no avanço da agricultura, aumentando consideravelmente os índices de produtividade, fazendo a necessidade do ser humano passar a administrar seu próprio negócio, ou seja, sua propriedade. O que era produto para auto consumo passou a ser uma atividade comercial e, sendo comercial, o produtor rural se viu obrigado a gerenciar a sua atividade fim.

Tratando-se de um negócio, constituiu-se por obrigação, a criação de uma empresa, de um CNPJ, para cada propriedade, pois como quaisquer atividades comerciais e lucrativas, tal atividade também resulta na cobrança de impostos bem como a exigência de uma escrituração contábil, de uma contabilidade apropriada. Daí o papel fundamental do contador para com a contabilidade rural.

Com o admirável crescimento nos últimos anos, hoje a atividade rural, possui considerável participação no PIB – Produto Interno Bruto de nosso país, tão logo esta é importantíssima à nossa economia.

 

imagem - contabilidade rural

 

A importância da contabilidade rural

 

Considerando que, o agricultor, “em sua maioria”, devido à sua localidade, ausência de tempo ou até mesmo a falta de estudos correlacionados à administração/contabilidade rural, observando ainda seu estilo de vida em meio ao campo (terra), infelizmente, não possui condições hábeis de gerenciar e/ou administrar o próprio negócio de acordo com o que pede o mercado, o que exige a nossa legislação.

O contador, além de atender aos aspectos legais, também possui conhecimentos relevantes para uma boa gestão, pois é ele o formador de opiniões para as tomadas de decisões. Contudo, “precisa o contador entender as reais necessidades e anseios do produtor (cliente/empregador) e, ainda conhecer muito bem a atividade rural a qual irá administrar”.

O resultado de sua gestão não dependerá somente de seu trabalho, de sua capacidade em administrar a (s) propriedade (s), pois a influência de fatores externos, podem tanto contribuir quanto prejudicar a atividade rural. Entende-se por fatores externos condições climáticas, pragas ou até mesmo o próprio mercado haja vista que, a atividade rural está sujeita diretamente à lei da oferta e da procura.

Seus produtos além de não possuírem marcas, são perecíveis, o que obriga o produtor a entrega-los a qualquer preço caso não os venda rapidamente. Com isso, podem surgir consequentes perdas e, prováveis falências.

A contabilidade rural visa fornecer informações precisas para se tentar evitar ao máximo algumas dessas situações acima. Cabe ao contador, conhecendo o negócio como um todo, orientar da melhor forma possível quanto às ações preventivas e corretivas, minimizando assim os riscos de eventuais prejuízos financeiros.

 

A atividade rural ganha força com a criação de cooperativas rurais

 

Para auxiliar os produtores rurais quanto às vendas de seus produtos, foram criadas inúmeras cooperativas das quais visam à intermediação na negociação entre produtores e compradores. As cooperativas são pessoas jurídicas formadas por uma união de pessoas (cooperados) para alcançar um objetivo em comum. Ainda dispõem de benefícios fiscais, sendo tais benefícios, algumas isenções.

Saiba mais sobre as cooperativas nos próximos conteúdos a serem publicados no nosso Portal Ciências Contábeis. Não percam!

 

 

É... foi um bom artigo, não? ;)
Assine e receba GRATUITAMENTE as melhores dicas relacionadas à contabilidade!
Sobre o Autor
• Juliano Lucio Santos da Silva • Contador • CRC n° SP-295043/O-2