">
contato@cienciascontabeis.com.br
contabilidade

Poupança e investimento: Consórcio entre amigos

Publicado em 09/04/2015

Para aqueles que não sabem o consórcio é uma invenção brasileira que já foi levada para vários países. Os consórcios são formados por grupos de pessoas ou de empresas com um objetivo em comum: aquisição de um bem específico. Há uma contribuição mensal pré-definida em contrato e mensalmente uma pessoa pode ser contemplada, ou por sorteio ou por lance. Há também uma taxa administrativa que normalmente é mais baixa se comparada a outras modalidades de financiamentos.

Os consórcios, assim como a poupança e o financiamento, têm suas vantagens e desvantagens. Se você resolve comprar um bem através da poupança programa, você aplicará mensalmente um valor até atingir o valor do bem desejado, a vantagem é que os juros compostos ficam ao seu favor, porém você não terá o bem imediatamente, só no final do período programado.

Se a escolha for o financiamento, você receberá o dinheiro imediatamente, assim como o bem, e pagará mensalmente uma parcela, porém os juros compostos estão contra você e o valor total pago ao final será bem maior que o valor do bem à vista.

Em relação ao consórcio, se você for contemplado ou teve um lance aceito logo de início, tem-se algo parecido com um financiamento a juros muito baixos, porém se você for contemplado entre os últimos será algo como uma poupança programada só que a juros zero, nesse caso, um péssimo investimento.

Enfim, essa é a modalidade de consórcio mais usual, porém outra modalidade mais informal e costuma ter suas vantagens é o famoso consórcio entre amigos. Na cultura japonesa, isso é conhecido como tanomoshi e é considerado por vários estudiosos a primeira organização de caráter financeiro para a prática de ajuda mútua existente desde o século XIII. É uma espécie de consórcio baseada na confiança entre as pessoas, sem complicações e formalidades legais.

Em minhas pesquisas sobre o assunto, descobri que esse costume é praticado desde o início da imigração dos japoneses no Brasil. O sistema é bem simples, tem-se o oya (líder que forma o grupo), ele é encarregado de estabelecer as regras, valores, data de contemplação, duração do consórcio, valor da taxa e etc. Normalmente o primeiro contemplado é o oya, que recebe o valor líquido, ou seja, sem taxas e por meio de sorteio define-se a ordem das pessoas a serem contempladas durante o período do consórcio.

Vamos a um exemplo de consórcio entre amigos

Grupo de 10 amigos, parcela de R$ 350,00, com uma taxa fixa de R$ 3,00. Sua parcela vai subindo ao mês de três em três, ou seja, a primeira parcela R$ 350,00, segunda R$ 353,00, terceira R$ 356,00, quarta R$ 359,00 e assim sucessivamente.

O valor inicial do consórcio é recebido com acréscimo de R$ 30,00 (Valor da taxa X a quantidade pessoas no grupo) a partir do segundo contemplado, ou seja, o primeiro contemplado leva R$ 3.500,00, o segundo R$ 3.530,00, o terceiro R$ 3.560,00, quarto R$ 3.590,00, o quinto R$ 3.620,00 e assim por diante.

Levando em consideração o receio que a maioria dos brasileiros têm de investir dinheiro em bolsa de valores ou outros tipos de investimentos mais arriscados e a crescente alta dos juros e impostos, o consórcio entre amigos pode ser útil e ajuda na compra de bens à vista e com a possibilidade dos descontos.

Mas não significa que não há riscos, todo tipo de investimento tem os seus riscos, o que muda são os graus de cada um. No consórcio entre amigos prevalece ainda o princípio da confiança, por isso normalmente é feito entre a família ou com colegas da empresa e também necessita de um contrato, por mais simples que seja não custa deixar tudo registrado e formalizado, além de dar uma maior credibilidade para o organizador do consórcio.

Minha experiência com consórcio entre amigos é antiga, desde pagar a formatura até mesmo a reforma de algum cômodo da minha casa e não tive problemas, mas não custar frisar novamente, se você entrar em um consórcio ou pretenda gerenciar um escolha pessoas de sua confiança para que não tenha problemas depois

Uma dica de organização do seu consórcio é o site consami.com.br , nele é possível deixar tudo bem organizado, os meses dos contemplados, assim como os valores e o melhor é gratuito é só registrar e acessar do computador, celular, tablet. Vários consórcios que participo (e não são poucos) utilizam essa plataforma e facilita muito o trabalho de quem os organiza.

Dúvidas? Não tenha, deixe nos comentários!

É... foi um bom artigo, não? ;)
Assine e receba GRATUITAMENTE as melhores dicas relacionadas à contabilidade!
Sobre o Autor
Contadora formada pela UNIMONTES - Universidade Estadual de Montes Claros, Pós-Graduada em Gestão Empresarial e Gestão de Pessoas. Atualmente trabalha na Coordenadoria de Execução Orçamentária e Financeira do IFNMG e Professora de Contabilidade, Administração e Escrita Fiscal na Microlins