">
contato@cienciascontabeis.com.br
contabilidade

Investimento, Custo ou Despesa. Qual a diferença?

Publicado em 31/10/2016

Aprenda a diferenciar os gastos reconhecendo-os contabilmente!

 

Investimento, Custo ou Despesa “são desembolsos à vista ou promessas de pagamentos futuros, todos condizentes a gastos, feitos pelas empresas para desenvolvimento de suas atividades, cumprimento de obrigações e/ou alavancagem dos negócios objetivando a obtenção de lucros”.

Todas e quaisquer empresas visam à lucratividade. Todavia, para obter lucros, uma empresa terá que arcar com gastos necessários, gastos estes conhecidos por custos e despesas. Os investimentos, exceto os iniciais condizentes à abertura da empresa, estão relativamente associados aos lucros, pois a empresa só investe quando na constatação de sobras financeiras.

 

Entenda abaixo, de modo exemplificado, a diferenciação entre Investimento, Custo ou Despesa:

 

Investimento

 

Não confunda a tomada de empréstimo, que seja para a realização da compra de um bem qualquer, com investimento. O investimento é sinônimo de sobras disponíveis tão conhecidas por disponibilidades financeiras.

As empresas costumam investir suas disponibilidades visando também à obtenção de receitas, receitas estas provenientes de rendimentos de aplicações financeiras. Entretanto, as empresas devem tomar cuidado para que estas não venham a serem superiores à sua atividade principal (objeto social), descaracterizando assim a personalidade jurídica (CNAE). Todavia, há exceções de empresas que possuem milhões aplicados e, por isso seus rendimentos extraordinários (rendimentos de aplicações financeiras) ultrapassam, comumente, suas receitas operacionais (principais).

 

imagem artigo - investimento custo ou despesa

 

Custo

 

Entende-se por custo o gasto necessário para a obtenção de receitas. O custo está diretamente relacionado ao serviço, produto e/ou mercadoria, ou seja, à receita principal (atividade) da empresa.

Na prestação de serviço, o custo se dá a todos os gastos precisos para a realização de tal, por exemplo, um serviço de pintura, os materiais como rolo, pincéis, espátulas, luvas e afins são entendidos por custos.

Na fabricação de produtos, todos os gastos em tornos destes são entendidos por custos, tais como, matéria prima, mão de obra direta, água e energia utilizados na produção etc.

No comércio, o valor gasto na compra de mercadorias ou produtos, no ato da venda, é reconhecido, contabilmente, como CMV – Custo da Mercadoria Vendida.

 

Despesa

 

As despesas também são gastos necessários dos quais visam à obtenção de receitas e desenvolvimento das atividades empresariais, porém não estão relacionados diretamente ao serviço, produto ou mercadoria.

Os gastos com pessoal da área administrativa, por exemplo, materiais de escritório, refeições, internet, telefone e afins são sim despesas necessárias, mas que não estão diretamente associadas ao objeto de venda das empresas.

Entende-se por despesa, todo e qualquer gasto, exceto aquisição de imobilizado, custo e investimento, mas que correspondem também diretamente à manutenção da atividade empresarial objetivando o lucro.

 

 

 

 

É... foi um bom artigo, não? ;)
Assine e receba GRATUITAMENTE as melhores dicas relacionadas à contabilidade!
Sobre o Autor
• Juliano Lucio Santos da Silva • Contador • CRC n° SP-295043/O-2

Publicações Relacionadas