">
contato@cienciascontabeis.com.br
contabilidade

A importância da análise das Demonstrações Financeiras

Publicado em 18/04/2014

A análise da demonstração financeira de empresas de qualquer ramo de atividade geralmente indica os pontos fracos e fortes do seu desempenho operacional e financeiro. A informação de uma análise financeira pode ser utilizada para melhorar o desempenho. Além disso, as análises das demonstrações financeiras podem ser usadas para prever como as decisões estratégicas, ou a expansão das atividades econômicas de uma empresa, são capazes de afetar os desempenhos financeiros futuros.

Fontes de Informação sobre as Empresas

 

análise das demonstrações financeiras

análise das demonstrações financeiras

É fundamental, para o processo de análise de demonstrações financeiras, conhecer a empresa (mercado de atuação) e as características do setor de atividade. Além disso, é necessária a separação dos dados, combinando-os adequadamente, a fim de viabilizar sua interpretação, de acordo com o objetivo previamente estabelecido. As demonstrações financeiras que estão dentro das normas e princípios contábeis geralmente aceitos fornecem uma serie de dados sobre a empresa em determinado período. O analista financeiro se preocupa com as demonstrações financeira que, por sua vez, procuram transformar os dados em informações que possibilitem tirar conclusões sobre a empresa em análise.

Objetivos da Análise das Demonstrações Financeiras

As informações da análise das demonstrações financeiras são utilizadas, pelos gestores, para melhorar o desempenho operacional; pelos credores, para avaliar a probabilidade de receber a remuneração do capital emprestado; pelos acionistas, para projetar lucros, dividendos e os preços das ações no mercado. Se o objetivo do gestor é maximizar o valor da empresa, ele deve se aproveitar dos pontos fortes dela e, ao mesmo tempo, corrigir as fraquezas. A análise de demonstrações financeiras fornece informações para proporcionar condições, visando; (1) comparar o desempenho da empresa com o desempenho de outras do mesmo setor de atividades e (2) avaliar tendências nas operações ao longo do tempo. Os estudos de análise de demonstrações financeiras auxiliam o gestor a identificar deficiências, e então empreender ações para melhorar o desempenho da empresa.

Mediante a comparação dos valores constantes dos demonstrativos contábeis, procuramos analisar de forma estática e dinâmica a situação da empresa por dois ângulos: o econômico e o financeiro. Essa análise possibilitará:

  • Aos administradores e empresários avaliarem: quanto ao passado, o acerto da gestão econômico-financeira;
  • Quanto ao futuro, a necessidade de correção nessa gestão e, em conjunto com outros elementos, as possibilidades de desenvolvimento das operações sociais;
  • Aos investidores avaliarem: o retorno e segurança do seu investimento
  • Aos credores avaliarem: a garantia dos capitais emprestados o retorno nos prazos estabelecidos.

Confiabilidade

Para que os resultados da análise possam refletir a realidade da situação da empresa, é imprescindível que os dados constantes dos demonstrativos analisados estejam corretos. Nas grandes empresas, essa tarefa – a conferência dos dados –  é de competência dos auditores (externos ou internos).

Nas pequenas empresas e até mesmo nas médias empresas, o empresário preocupa-se mais em atender à parte fiscal do que em apresentar dados realmente condizentes com a realidade.

Mesmo nas microempresas – desobrigadas de um registro contábil sistemático -, dificilmente o empresário poderá tomar conhecimento dos rumos de sua empresa se não tiver um sistema contábil, mesmo rudimentar, que sirva pelos menos para fornecer dados para controle do patrimônio e dos resultados das operações.

Métodos de Análise

Análise vertical – um dos principais instrumentos de análise de estrutura patrimonial que consiste na determinação dos percentuais de cada conta ou grupo de contas do Balanço Patrimonial e relação ao valor total do Ativo ou do Passivo

Fórmula – Conta (ou grupo de contas) x 100/Ativo (ou Passivo)

Análise Horizontal – é uma técnica de análise que parte da comparação do valor de cada item do demonstrativo , em cada ano, com o valor correspondente em determinado ano anterior (considerado como base). Tem por objetivo mostrar a evolução de cada conta (ou grupo de contas) considerada isoladamente.

Fórmula – Valor atual do item x 100 / Valor do item no ano-base

Rotação do investimento total – Mede a produtividade (eficiência) do total dos recursos investidos, possibilitando avaliar se o movimento mercantil ou industrial da empresa é compatível com o volume de suas aplicações no Ativo

Fórmula –  Receita Líquida/Ativo (médio)

Índices de rentabilidade

Margem de Lucro – resulta na comparação entre o Lucro Operacional e o montante da Receita Líquida (vendas ou serviços), indica qual a percentagem de lucro contida em cada unidade monetária de mercadoria vendida o de serviço prestado

Fórmula – Lucro Operacional x 100 / Receita Líquida

Rentabilidade (retorno) do investimento total – a comparação do Lucro Operacional com o montante do Ativo revela a capacidade de produzir lucro do total dos capitais aplicados pela empresa

Fórmula – Lucro Operacional x 100 / Ativo (médio)

Retorno do Capital Próprio – mede quanto retornará de lucro ao acionista para cada unidade monetária investida na empresa

Fórmula – Lucro Líquido x 100 / Capital Próprio (média)

Fórmula – Lucro produzido pelo capital próprio x 100 / Capital próprio (médio)

Rentabilidade do Capital alheio – este índice é importante porque informa ao empresário se o capital de terceiros está produzindo lucro

Fórmula – Lucro produzido pelo capital alheio x 100 / Capital alheio (médio)

Não tenho por objetivo esgotar o assunto, existem inúmeras fórmulas, índices que podem ser usados, lembrando que não existe forma científica de relacionar os índices de maneira a obter um diagnóstico preciso (mesmo existindo cálculos razoavelmente formalizados), porém é altamente recomendado às empresas que querem ter sucesso que utilizem a análise das demonstrações financeiras como instrumento de auxílio à tomada de decisões.

Quer se aprofundar em análise das Demonstrações Financeiras? Aqui segue um outro artigo escrito por mim sobre a consolidação das demonstrações financeiras e também outro sobre as principais diferenças entre a contabilidade gerencial e a contabilidade financeira.

Referência

REIS, Arnaldo. Demonstrações Contábeis: Estrutura e Análise. 3ª Edição. São Paulo: Saraiva, 2009.

É... foi um bom artigo, não? ;)
Assine e receba GRATUITAMENTE as melhores dicas relacionadas à contabilidade!
Sobre o Autor
Contadora formada pela UNIMONTES - Universidade Estadual de Montes Claros, Pós-Graduada em Gestão Empresarial e Gestão de Pessoas. Atualmente trabalha na Coordenadoria de Execução Orçamentária e Financeira do IFNMG e Professora de Contabilidade, Administração e Escrita Fiscal na Microlins
  • THIAGO SANTANA SILVA

    Gostei desse assunto, vou pesquisar mais sobre o tema e se possível pegar essa referencia.

    • Flavia Diniz

      Esse autor é muito bom, recomendo. Sucesso pra você.