">
contato@cienciascontabeis.com.br
contabilidade

Contabilidade: Produzindo esperança e lucrando com sorrisos

Publicado em 05/09/2014

Acredito que muitos de vocês já ouviram falar sobre Responsabilidade Social, numa definição simples podemos dizer que é a ação voluntária das empresas com objetivo de contribuir para uma sociedade mais justa. E a Contabilidade tem desenvolvido fortemente o espírito de solidariedade entre os estudantes e profissionais.

O CRCSP, por exemplo, mantém a campanha “uma Ação que Vale um Milhão, incentivando a renúncia fiscal em prol de crianças, adolescentes e idoso, onde parte do Imposto de Renda pode ser destinado ao projetos sociais como os  Fundos ou Conselhos dos Direitos da Criança e Adolescente (você pode conhecer um pouco mais sobre esse projeto clicando aqui) ou para os Fundos dos Direitos do Idoso.

Temos também o Balanço Social que surgiu da ideia de demonstrar o papel desempenhado pelas empresas no plano social, como educação, saúde, atenção a mulher, apoio a projetos, entre outros.

E na última semana de agosto eu tive o privilégio de participar mais uma vez do DIA DO VOLUNTARIADO – DIA V/2014. Esse evento, em Minas Gerais, é realizado pelo Sistema Fiemg e esta completando 14 anos e já é considerado a maior mobilização voluntária do país, com o objetivo de realizar ações para melhorar a qualidade de vida das comunidades e do meio ambiente, além de incentivar o voluntariado em tempo integral.

E o Núcleo de Assessoria Contábil (NASC) do departamento de Ciências Contábeis da Universidade Estadual de Montes Claros esteve novamente presente nesse importante evento, assim como ocorreu em outros anos, com a participação dos alunos e professores, e no meu caso como ex-aluna. As ações tiveram como foco palestras de sensibilização para cuidados com a saúde, prevenção às drogas, segurança e meio ambiente, ações esportivas e recreativas, projetos para melhoria do meio ambiente, projeto para atividades esportivas (parceria entre universidades, escolas de periferia, associações de bairros e comunidade para ações contínuas de práticas esportivas e eventos esportivos nos bairros periféricos), apoio a projetos da melhoria da qualidade da alimentação das crianças e população carente e projetos de qualificação da mão-de-obra para pessoas desempregadas e que não possuem condições financeiras para investir em capacitação.

O que eu posso dizer é que ser voluntária tem sido uma experiência gratificante , quando nos deparamos com situações que requerem uma maior flexibilidade, aprendemos a servir, a ouvir as necessidades do próximo, a ser solidários e trabalhar em equipe e muitas vezes com recursos insuficientes para desenvolver o projeto da melhor forma possível. Desenvolvemos capacidades e habilidades que nem tínhamos ideia que possuíamos. Precisamos ter em mente que a nossa profissão tem um importante papel na sociedade, não só no quesito contábil e financeiro, mas também no de consolidar as práticas voluntárias. Participe você também!

É... foi um bom artigo, não? ;)
Assine e receba GRATUITAMENTE as melhores dicas relacionadas à contabilidade!
Sobre o Autor
Contadora formada pela UNIMONTES - Universidade Estadual de Montes Claros, Pós-Graduada em Gestão Empresarial e Gestão de Pessoas. Atualmente trabalha na Coordenadoria de Execução Orçamentária e Financeira do IFNMG e Professora de Contabilidade, Administração e Escrita Fiscal na Microlins