">
contato@cienciascontabeis.com.br
contabilidade

Os Desafios da Mulher Contabilista

Publicado em 07/03/2014

Nós, mulheres, buscamos através dos tempos, uma participação mais efetiva em movimentos sociais, políticos, religiosos e comunitários. Se formos analisar a história, visualizaremos o caminho traçado, as escolas tinham por objetivo preparar a mulher para as funções de esposa e mãe, elas deveriam ser mais educadas que instruídas e tinham a responsabilidade de administrar a casa e na formação dos filhos.

Embora de forma lenta, as mulheres vêm conquistando o seu espaço no mercado de trabalho. Segundo Mota e Souza (2013), infelizmente, foi só a partir dos anos 90 que o mercado de trabalho brasileiro realmente se abriu para as mulheres, pois, tradicionalmente temos grau de escolaridade maior, sendo que o homem por sua vez se inicia mais cedo no mercado de trabalho, impossibilitando muitas vezes de concluir os estudos.

Mulher Contabilista – Como ela está situada no meio contábil?

Mulher Contabilista

Mulher Contabilista

Dados mostram que o contingente feminino no setor contábil vem aumentando e a tendência é crescer ainda mais nos próximos anos, tendo em vista o grande número de estudantes do sexo feminino que ingressam nos cursos de Ciências Contábeis. De acordo com o Conselho Federal de Contabilidade 41% dos profissionais da Contabilidade são mulheres. A mulher contábil vem conquistando seu espaço na sociedade, os papéis que eram desempenhados exclusivamente por homens, hoje são realizados com a mesma eficiência por mulheres que lutam pela manutenção de seus direitos (Monteiro, 2003)

Diante desse crescimento foi criado pelo CFC o “Projeto Mulher Contabilista”, sendo que no ano de 1991 ocorreu o I Encontro da Mulher Contabilista na cidade do Rio de Janeiro, onde as mulheres contabilistas puderam promover o aprimoramento técnico-cultural, por meio de ações de incentivo a uma maior participação das contabilistas na vida social e política do País. O objetivo fundamental desse projeto é o de destacar o papel e a importância da mulher no contexto social, além de impulsioná-las ao empreendedorismo.

Mulheres Contabilistas e seus destaques na contabilidade

Apesar da presença maciça dos homens, algumas mulheres conseguiram se destacar na área contábil, entre elas temos:

  • Maria Divina Nogueira Sanches foi primeira mulher a obter o registro junto ao Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais (CRC/MG), como Bacharel em Ciências Contábeis, em 1947 na cidade de Belo Horizonte;
  • Cecília Akemi Kobata Chinem, foi a primeira mulher a se titular como doutora em contabilidade em 1986;
  • Maria Clara Bugarim, com mais de vinte anos de experiência na profissão de contadora, foi eleita a primeira mulher presidente do Conselho Federal de Contabilidade em 2006, ficando lá por dois mandatos e, atualmente, é presidente da Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon);
  • Márcia Alcazar, coordenadora da Comissão Nacional Jovem Contabilista e vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do CRC SP;
  • Diva Maria de Oliveira Gesuald, presidente do CRC/RJ;

De acordo com uma pesquisa realizada por Mota e Souza (2013) a mulher contabilista atua em diferentes áreas da contabilidade, exercendo sua profissão como sócias de empresa contábil, funcionárias, na controladoria, consultoria, na contabilidade geral, no setor financeiro, na área tributária ou em custos e orçamentos. Essa diversificação vêm comprovar a amplitude das possibilidades de trabalho oferecida pela profissão contábil. E as características eleitas pelas pesquisadas são a dedicação e competência como principais para se obter o sucesso profissional, além de gostar da profissão, manter-se atualizada e ter honestidade.

Em relação as dificuldades no exercício da profissão, a maioria das entrevistadas disseram que a mulher é tão profissional e competente quanto o homem, já que são capazes até de superá-los no exercício de algumas funções pertinentes à contabilidade.

Ao final da pesquisa destaca-se a seguinte conclusão: “a mulher tem se destacado como agente de transformação da sociedade, quebrando paradigmas, vencendo preconceitos e superando seus limites, ocupando seu lugar na sociedade e fazendo a  diferença no mercado de trabalho.”

Atualmente, apesar das dificuldades e desafios, mostramos que o sucesso profissional e a realização pessoal são possíveis, assim com a conciliação entre filhos, marido e carreira. Com inteligência e persistência, vamos, gradativamente, ultrapassando obstáculos e ocupando cada vez mais o mercado de trabalho em todos os setores.

 

Referência

MONTEIRO, Vera Suzana. Estado promove primeiro encontro de contadoras, Jornal do Comércio, Rio grande do Sul, 2003 p. 3

Mota, Érica Regina Coutinho Ferreira. Souza, Marta Alves de. A evolução da mulher na Contabilidade: Os desafios da profissão, 2013.

É... foi um bom artigo, não? ;)
Assine e receba GRATUITAMENTE as melhores dicas relacionadas à contabilidade!
Sobre o Autor
Contadora formada pela UNIMONTES - Universidade Estadual de Montes Claros, Pós-Graduada em Gestão Empresarial e Gestão de Pessoas. Atualmente trabalha na Coordenadoria de Execução Orçamentária e Financeira do IFNMG e Professora de Contabilidade, Administração e Escrita Fiscal na Microlins
  • Dayane

    Nosaa adorei essa matéria,atualmente estou no 2º período de Ciencias Contabeis e fico feliz em saber que a um grande espaço no mercado de trabalho para nós mulheres.

    • Flavia Diniz

      Bom Dayane. Estamos dominando esse mercado, rs. Boa sorte no curso. Abraço.