">
contato@cienciascontabeis.com.br
contabilidade

Calouro, o que esperar da área Contábil

Publicado em 20/01/2014

Quem sente coceira ao se imaginar em um curso de Contábeis precisa rever alguns conceitos. Ao contrário do que muitos pensam, não são somente os números e as equações complicadas que imperam nessa graduação. A predominância é do raciocínio lógico, sem deixar de lado a capacidade de se comunicar com o cliente. O contabilista é alguém preparado para entender as finanças – pessoais ou empresariais – e para ajudar as pessoas a administrarem seu dinheiro.

Evolução da área contábil

área contábil

área contábil

Profissional obrigatório em empresas de todos os portes, das micro às multinacionais, o cientista contábil vem ganhando importância crescente nos últimos tempos. A globalização faz com que seu trabalho se torne mais evidente nas empresas e afaste de vez a antiga imagem do profissional centrado apenas em contas internas. Segundo Reginaldo Coutinho, analista contábil da Mongeral S/A Seguros & Previdência, do Rio de Janeiro, as principais funções do cientista contábil – ou contador– nos dias atuais são o acompanhamento da evolução patrimonial e o registro de sua influência nos aspectos econômico e financeiro das companhias. “É ele quem fornece dados aos dirigentes das empresas para a tomada de decisões importantes, como as metas de crescimento, aplicação dos recursos excedente sou até mesmo uma pausa estratégica no crescimento da companhia”, analisa Coutinho.

Outra função importante é a realização de relatório de balanços anuais seguindo critérios internacionais. Na União Européia, as normas do Conselho Internacional de Padrões de Contabilidade (Iasb) já estão sendo seguidas. Por aqui, o Banco Central determinou que até 2010 todos os bancos apresentem suas demonstrações financeiras seguindo os novos critérios. Daí a importância de conhecer a legislação internacional e de ficar de olho no movimento do mercado externo. Cabe ao profissional ainda organizar o pagamento de tributos pelos clientes ou empresas e a auditoria e as perícias contábeis. O dia a dia da profissão costuma ser bem agitado. Nas grandes empresas, o acompanhamento da situação deve ser diário, o que obriga o cientista contábil a ficar atento aos números e a participar de reuniões com profissionais de outras áreas. Saber atuar em equipe e conhecera fundo o funcionamento da companhia também são características indispensáveis. Para atuar na área, é preciso obter o registro no Conselho Regional de Contabilidade. Para isso, o bacharel tem de se submeter a uma prova em que comprove o domínio sobre os conhecimentos da profissão.

Contador (Acesse o link para se aperfeiçoar)

O profissional atua na contabilidade das empresas e instituições, registrando e controlando as atividades de fluxo de caixa, como pagamentos, cobranças, tributos etc. Com base em uma visão global e dinâmica dos ambientes econômicos e financeiros, retrata as influências desses nas alterações patrimoniais, por meio da identificação, da mensuração, da divulgação e da análise dos eventos e das transações ocorridas nas organizações. Produz informações que subsidiam o sistema de gestão no planejamento, organização, execução e controle das atividades, de forma a contribuir para o alcance das metas e dos objetivos da organização. Elabora estudos de viabilidade econômico-financeira de projetos; executa auditoria e perícia nas áreas contábeis e realiza pesquisa para a solução de novos problemas que demandam conhecimento contábil.

O mercado de trabalho na área contábil

A recente crise global mostrou como é importante o equilíbrio financeiro de empresas e instituições e quão sensível e interligado é o sistema econômico mundial. Dirigentes de grandes grupos sabem que é essencial demonstrar transparência em sua contabilidade, tanto para tranquilizar acionistas quanto para melhorar a imagem dos negócios. Além disso, toda empresa, seja ela micro, pequena, média ou grande, precisa, por lei, de um contador responsável. Por todos esses motivos, a carreira de contabilista está em alta e até tem atraído para os bancos dos cursos de Ciências Contábeis graduados em outras áreas.

Segundo o Conselho Federal de Contabilidade, há quase 400 mil contabilistas ativos no Brasil e, conforme o registro mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de2006, o país abriga 5,7 milhões de empresas. Se cuidar das contas de uma delas fosse a única opção para o profissional, haveria cerca de 14 companhias para cada contador. Mas existem outros caminhos aquecidos. O setor público é um deles. “Nesse caso, a maior procura é para as áreas de controladoria e auditoria”, explica Wagner Rodrigues dos Santos, coordenador da graduação em Ciências Contábeis da Universidade de Brasília (UnB), lembrando que a contratação por órgãos federais, estaduais ou municipais sempre se dá por meio de concurso público. (acesse o link para ficar por dentro das oportunidades relacionadas a concursos públicos na área contábil)

Outra possibilidade está no terceiro setor, na prestação de contas das organizações não governamentais, que segue regimentos específicos, dominados ainda por poucos especialistas. Também são escassos os formados que se dedicam à pesquisa e à docência, o que mantém em alta a procura por contabilistas para ministrar aulas no ensino superior. Nas capitais, as maiores oportunidades e salários estão nas grandes e médias empresas, incluindo instituições financeiras e multinacionais, enquanto no interior há mais vagas em escritórios de contabilidade. Para o autônomo, existem boas perspectivas em todo o país, e só podem atuar os profissionais cadastrados no Conselho Regional de Contabilidade. Alguns coordenadores de curso, afirmam que a possibilidade de ficar desempregado é muito pequena, visto que cada empresa é obrigada por lei a ter um contador. Bons alunos podem conseguir diversas oportunidades de estágios.

Atuação e salários na área contábil

Em geral, começa-se como analista contábil e, depois, vai-se ocupando postos de mais responsabilidade, como contador, gerente contábil e diretor financeiro.

Para evoluir na carreira, o contador deve conhecer não apenas documentos contábeis mas também jurídicos, como contrato social (principal documento de uma empresa, em que se descrevem a formação e o funcionamento da sociedade empresarial). Entendendo profundamente a atividade que a empresa desempenha, tem a possibilidade de se tornar o responsável técnico pela área contábil.

Pode ter seu próprio escritório de contabilidade (clique no link, vale a pena!) com sua carteira de clientes, ou estar numa organização, ocupando postos que reportem diretamente ao presidente, como controller (profissional responsável pela controladoria de uma empresa, área que coordena as operações fiscais e financeiras de uma empresa e gera informações estratégicas para o processo de tomada de decisões pelos gestores).

Ganho inicial (média mensal)

-Em pequenas e médias empresas: de R$ 4 mil a R$ 5,5 mil.
-Em grandes empresas: de R$ 5 mil a R$ 6 mil.

Ganho escalão intermediário (média mensal)

-Em pequenas e médias empresas: de R$ 5 mil a R$ 7 mil.
-Em grandes empresas: de R$ 6,5 mil a R$ 8,5 mil.

Ganho no auge (média mensal)

-Em pequenas e médias empresas: de R$ 5,5 mil a R$ 8 mil.
-Em grandes empresas: de R$ 7,5 mil a R$ 10 mil.

Dicas

-É fundamental estar sempre atualizado a respeito das normas e dos conceitos contábeis nacionais e internacionais, que mudam constantemente e afetam as operações das empresas.

-Conhecer outros departamentos da empresa, como o pessoal e o jurídico, é importante para que o profissional realize de forma mais eficiente as operações contábeis.

-Não deixe de ler o artigo “trabalhar em escritório contábil“.

E você, o quê espera da Área Contábil? :)

 

 

É... foi um bom artigo, não? ;)
Assine e receba GRATUITAMENTE as melhores dicas relacionadas à contabilidade!
Sobre o Autor
Contadora formada pela UNIMONTES - Universidade Estadual de Montes Claros, Pós-Graduada em Gestão Empresarial e Gestão de Pessoas. Atualmente trabalha na Coordenadoria de Execução Orçamentária e Financeira do IFNMG e Professora de Contabilidade, Administração e Escrita Fiscal na Microlins