">
contato@cienciascontabeis.com.br
contabilidade

Ajustes de Exercícios Anteriores

Publicado em 21/02/2017

Você precisa ajustar algo na contabilidade e não sabe como? Conheça a conta de Ajustes de Exercícios Anteriores!

 

É bastante comum esquecermo-nos de contabilizar algo ou porventura surgir algum documento pelo qual não foi contabilizado anteriormente e que este precisa ser escriturado agora a fim de evidenciar corretamente os fatos e assim transparecer uma contabilidade a mais próxima da realidade possível. Para isso – a escrituração de fatos não contabilizados anteriormente – existe uma prática legal de regularização contábil, o que podemos chamar de ajuste contábil.

Essa prática de ajustar a contabilidade é transcrita e/ou escriturada em conta contábil própria denominada conta de Ajustes de Exercícios Anteriores.

 

A classificação contábil

 

Considerando o método das partidas dobradas, o ajuste contábil de exercícios anteriores não será diferente. A conta de Ajustes de Exercícios Anteriores deve estar representada no Passivo Não Circulante e poderá receber tanto lançamentos a débito quanto a crédito, resumindo, ela será sempre a contrapartida da conta a ser ajustada.

 

Ex: O balanço de 2016 foi fechado e a conta de Fornecedores importava em R$ 100,00. Descobriu-se posteriormente que o saldo correto dessa conta deveria estar em R$ 150,00.

Então,

O ajuste deve ser feito da seguinte forma:

D – Ajustes de Exercícios Anteriores – $50,00

C – Fornecedores – $50,00

 

Ou,

Ex: O balanço de 2016 foi fechado e a conta de Caixa importava em R$ 50,00. Descobriu-se posteriormente que o saldo correto dessa conta deveria estar em R$ 200,00.

Portanto;

D – Caixa – $150,00

C – Ajustes de Exercícios Anteriores – $150,00

 

Nos exemplos acima fica fácil identificar o objetivo dessa conta, sendo sempre a contrapartida da divergência. A conta de Ajustes de Exercícios Anteriores como o próprio nome já diz claramente visa ajustar saldos contábeis retroativos, esquecidos, não contabilizados ou classificados de forma errada, nunca do exercício atual.

 

Nota:

Após fazer todos os ajustes necessários, você terá de zerar essa conta de Ajustes de Exercícios Anteriores contra as contas de “Lucros Acumulados ou Prejuízos Acumulados”. Caso sua conta de ajuste fique com saldo final a crédito, você deverá debitá-la em sua totalidade e creditar a conta de Lucros Acumulados. Agora, se esta importar num saldo final a débito, você deverá debitar a conta de Prejuízos Acumulados e creditá-la em sua totalidade também. Lembre-se de que a conta de Ajustes de Exercícios Anteriores deve encerrar com saldo igual a zero.

Esse artigo foi embasado numa outra matéria de nosso portal publicada recentemente, o artigo: Documentos Não Contabilizados – E Agora? Clique aqui para acessar o conteúdo, conteúdo este que também visa orientar os contabilistas frente a um problema comum de nossa classe.

É... foi um bom artigo, não? ;)
Assine e receba GRATUITAMENTE as melhores dicas relacionadas à contabilidade!
Sobre o Autor
• Juliano Lucio Santos da Silva • Contador • CRC n° SP-295043/O-2